A Ilha do Combu recebeu neste sábado, 31, o Igara – Circuito Gastronômico das Ilhas, promovido pela Prefeitura de Belém, por meio da Companhia de Desenvolvimento e Administração da Área Metropolitana de Belém (Codem), que reuniu 22 restaurantes localizados na outra margem do rio Guamá.

A praça Princesa Isabel, no bairro da Condor, foi o ponto de partida para a primeira edição do festival. No local estavam sendo vendidos os tíquetes de embarque, no valor de R$ 20,00, que deram direito ao transporte, na ida e volta, aos restaurantes participantes do Circuito. A pedagoga Kassilia Oliveira, de 40 anos, tratou de garantir o passaporte e não escondeu a expectativa de experimentar novos sabores. “Adoro a ilha do Combu e o que sempre me faz voltar é a gastronomia de lá. Espero encontrar muita comida boa e vários sabores”, comentou.

O evento gastronômico foi o primeiro realizado na ilha e levou capacitação à todos os chefs participantes do Circuito, por meio do curso de gastronomia da Universidade da Amazônia (Unama). O prefeito de Belém, Zenaldo Coutinho, compareceu ao festival e destacou o pioneirismo da Prefeitura em realizar um evento de grande proporção na ilha.

“Belém é uma cidade muito bela e todo esse diferencial está sendo oferecido para os turistas e para o povo de Belém. Uma gastronomia especial e da melhor qualidade“, pontuou. Zenaldo Coutinho destacou, ainda, a reforma da praça e do porto da Princesa Isabel, local de partida para o Combu e outras ilhas. “Estamos com a reforma para da praça e porto da Princesa Isabel que vai atender o turismo da nossa ilha. Vamos entregar uma praça com segurança, tranquilidade e conforto“, ressaltou.

Circuito – A variedade de sabores e ingredientes dos pratos oferecidos durante o Circuito chamou atenção dos participantes. Entre o arroz com jambu, filhote ao molho de tucupi e tambaqui assado, os clientes deliciavam e provavam misturas exóticas e bem regionais, desembolsando até R$ 20,00 nos pratos produzidos para o evento.

Participando do circuito ao lado do irmão e sobrinho, o professor Luiz Alberto Soares, de 49 anos, escolheu o prato “Peregrino”, do restaurante Saldosa Maloca, para experimentar. Servido com arroz de pato, jambu e tucupi, a iguaria foi aprovada pelo cliente. “O sabor estava perfeito, misturando alguns dos nossos ingredientes. A minha avaliação foi excelente”, brincou.

A criadora do “Peregrino”, Prazeres Quaresma, pontuou a importância de um prato especial para receber os visitantes. “A minha inspiração para criar o prato foi o Círio, que está chegando. Com isso criei o prato com ingredientes usados na festa católica”, comentou a chefe de cozinha referindo-se a festa do Círio de Nossa Senhora de Nazaré, celebrado em Belém no segundo domingo de outubro. “O evento vem para desmistificar que é difícil chegar até a ilha do Combu”, completou Prazeres, que elogiou o Igara.

Ao todo, foram disponibilizados 22 barcos que percorreram três roteiros do Circuito. Um barco-palco percorreu os restaurantes com o grupo Lauvaite Penoso e Djs, que animaram o evento com música contagiantes nas águas, além da banda da Guarda Municipal de Belém. O casal, Malena Galdino e Arilson Silva, percorreu vários restaurantes do festival. “Os pratos estão sendo muito bem servidos. Já conhecemos os restaurantes A Ilha e Ilha Branca, e já estamos partindo para outro“, contou a servidora pública, de 44 anos, que não imaginava que existiam tantas opções de alimentação no Combu. “Não imaginava que aqui tinham tantos restaurantes, o Circuito me deu a oportunidade de conhecer mais a ilha”, concluiu.

A capital paraense vem recebendo frequentes eventos voltados à rica gastronomia da cidade. No início deste mês, o Mercado Francisco Bolonha recebeu a terceira edição do Circuito Gastronômico – Mercado Criativo.

Agência Belém – Você ficou com alguma dúvida ou tem sugestões para enviar à Agência Belém? Entre em contato pelo nosso canal de divulgação das principais ações do município de Belém/PA pelo número (91) 98027-0629.

Texto: Victor Miranda
Foto: Oswaldo Forte